Palmeira Imperial – Roystonea oleraceae

Palmeiras Imperiais (Roystonea oleraceae) – Fazenda Arapongas – Amparo – SP

Nativa das Antilhas apresenta porte de mais de 30 metros. No Brasil, o primeiro exemplar, a Palma Mater, foi plantada no Jardim Botânico do Rio de Janeiro pelo príncipe regente D. João VI, em 1809, que fora presenteado por um dos sobreviventes de uma fragata. Passando a ser conhecida como palmeira-imperial. Deste exemplar plantado, descendem todas as palmeiras-imperiais do Brasil. Foi destruída por um raio em 1972, com 39 metros de altura. Foi plantado outro exemplar, simbolicamente chamado de Palma Filia, oriunda de uma semente da palmeira original.

Palmeira Imperial (Roystonea oleraceae) – ESALQ – Piracicaba-SP

2 respostas para Palmeira Imperial – Roystonea oleraceae

  1. Realmente é mais fácil chamá-la pelo nome de “Palmeira Imperial”. Embora quando ela foi presenteada, pelos portugueses libertados da Ilha Mauritius à D. João VI em 1809, o Brasil ainda não era um Império. Era comandada pela realeza. Por esse motivo, em algumas bibliografias e por alguns botânicos, a tratem como “Palmeira Real”. Mesmo que Roystonea regia induza chamá-la de “Palmeira Real”. Entretanto, como o nome popular não define botanicamente a espécie…..tanto faz como chamá-la.
    Parabéns pelo blog e que sempre possamos ter o privilégio de aprender com os seus conhecimentos.
    Gustaaf Winters

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s